Casos Clínicos

Fechamento de Diastema
Prof. Dr. Fabio Cesar Lorenzoni
Curso de Odontologia da Faculdade de Ciências da Saúde da UNIGRAN – Dourados/MS

Relato do caso

Paciente L.S. de 24 anos de idade, do gênero masculino, procurou atendimento odontológico devido a deficiência estética causada pelos diastemas entre os dentes 11 e 21 e entre 12 e 11. O paciente relatou que esta aparência apresentava impacto na sua vida social. Após exame clínico e radiográfico, foi proposto ao paciente que o fechamento dos diastemas poderia ser executado tanto pela técnica direta em resina composta quanto pela técnica indireta por meio de fragmentos cerâmicos. A decisão tomada foi em direção a execução do caso por meio da técnica indireta em resina composta. Neste caso foi empregada a Resina Composta Brilliant Everglow (Coltene) na cor base A1/B1. Antes do tratamento restaurador o paciente foi submetido a sessões de clareamento dentário.

Figura 1 – Imagem intraoral inicial apresentando o aspecto inicial do caso.

Figura 2 – Imagem intraoral aproximada mostrando o diastema entre os dentes 11 e 21.

Figura 3 – Imagem apresentando a seleção da cor. Note que pequenas quantidades de resina composta foram acrescentadas na superfície vestibular do dente 11 para se verificar qual combinação de cores iria resultar no melhor resultado ótico possível para o caso. Nesta situação foi selecionado a estratificação com a cor base A1/B1, sendo que a mesma foi recoberta com a Resina Trans. Pequenas quantidades de resina composta BL foram estratificadas para criar áreas mais luminosas na superfície vestibular dos dentes em questão.

Figura 4 – Após a asperificação das superfícies vestibular e proximais, o esmalte foi condicionado com ácido fosfórico a 37% durante 30s. Note que todo o trabalho foi executado sob isolamento absoluto modificado.

Figura 5 – Aplicação do adesivo One Coat Bond SL (Coltene).

Figura 6 – Como o caso foi planejado por meio do enceramento diagnóstico, o contorno do fechamento dos diastemas foi transferido para os dentes por meio de uma matriz palatina. Observe que a resina Brilliant Everglow Trans (Coltene) forma todo o contorno palatino e incisal, guiando a aplicação das demais camadas de resina composta.

Figura 7 – Imagem apresentando a resina Brilliant Everglow Trans (Coltene).

Figura 8 – Uma matriz seccional para dentes posteriores foi empregada para permitir a construção do contorno próximal da restauração. Essa matriz foi apoiada no contorno palatino. Uma camada de resina Brilliant Everglow A1/B1 foi estratificada primeiro e sobre esta primeira camada foi inserida uma camada de resina Brilliant Everglow BL.

Figura 9 – Após a remoção da matriz, observa-se o contorno da restauração.

Figura 10 – Uma camada de resina Brilliant Everglow Trans foi aplicada sobre toda a superfície para fazer o fechamento do contorno vestibular da restauração.

Figura 11 – Nesta imagem é possível observar que os dentes 12 e 21 já estão reconstruídos. A mesma sequência de estratificação empregado para o dente 11 foi utilizada para os dentes 12 e 21.

Figura 12 – Nesta imagem linhas verticais posicionadas sobre as arestas mesiais e distal auxiliam a correção das áreas planas e de convexidade, facilitando os ajustes estéticos.

Figura 13 – Caso finalizado apenas com o pré-polimento.

Figura 14 – Vista intraoral aonde é possível observar que os dentes 11 e 21 apresentam-se harmônicos entre si.

Figura 15 – Vista intraoral frontal das restaurações finalizadas.

Figura 16 – Vista intraoral frontal aproximada das restaurações finalizadas.

Figura 17 – Vista frontal das restaurações finalizadas.